rabiscos

Eu sei que jurei te esquecer, mas..

segunda-feira, janeiro 15, 2018 | 23 comentários

Ouça enquanto lê:
Só queria saber porque o amor é tão cruel: em alguns muito e em outros, nada.

Como pode ter sido tão fácil para você se lembrar de nós como apenas mais um de seus relacionamentos que não deram certo? Eu não entendo como você consegue abrir o Whatsapp e não esperar uma mensagem minha. E muito menos, como você consegue ouvir todas as músicas da nossa playlist, sem mim? Porque eu, ainda aguardo a sua mensagem, mesmo sabendo que ela nunca chegará. E uma única música já é o suficiente para que meus olhos se encham de lágrimas e eu me sinta como se estivesse morrendo. Perdendo o ar. Me afogando em todas as nossas lembranças, sem ter você para me salvar. Você se tornou a correnteza que me puxa para o fundo e faz com que os meus pulmões se encham de água e ao mesmo tempo, se esvaziem com a quantidade de lágrimas que caem dos meus olhos quando penso em ti.

Eu não sei como você consegue dormir sem os meus cabelos jogados em você e acordar sem me ter ao seu lado, sem o cheiro da minha loção que você tanto amava e sem ouvir a minha voz te acordando com um "bom dia". Não sei como você consegue passar pelas ruas em que costumávamos caminhar pela manhã, sem pensar em mim. Passar em frente a casa que construímos sem quiçá sentir vontade de chamar, pedir pra entrar e tomar um chá bem quente com aquelas torradinhas que faziam parte do nosso café de todas as manhãs.

Me pergunto como você consegue olhar para as nossas fotos no meu Instagram, que eu ainda não tomei a coragem de apaga-lás, e simplesmente não sentir nem se quer saudades. Como você olha para o céu e não se lembra das noites ao meu lado, deitados no jardim, contado as estrelas e imaginando constelações. Das madrugadas barulhentas sentindo o nosso amor queimar, ou até mesmo de quando ficavámos acordados em silêncio apenas sentido a respiração um do outro.

É, você superou. Aceitou que o amor esfriou, pegou a sua jaqueta e saiu pela porta. 

Eu sei que jurei não voltar aqui e prometi ficar bem, mas é que eu ainda nem fui embora. Eu ainda estou aqui na sala de estar, tentando acender a chaminé com dois gravetos molhados na esperança de reaquecer o nosso amor, mesmo sabendo que não reacenderá.

E foi por isso que eu te escrevi; Eu preciso que me ajude a te esquecer.
aleatoriedades

18 metas para 2018

sexta-feira, janeiro 12, 2018 | 8 comentários
Foto: We Heart It
Hey leitores! Até que enfim um post que eu posso dar o meu hello, haha! Eu estava morrendo de saudades de vocês, e como eu já voltei com as minhas famosas crônicas, não tinha jeito melhor de começar esse post, não é mesmo? Enfim, como está indo o 2018 de vocês? O meu tá indo maravilhosamente bem! E para melhorar ainda mais, cá estou eu com as minhas metas para esse ano tão esperado por mim (ano dos meus XV haha :)), para que não corra o risco de eu me perder nesses próximos 12 meses que vem aí. Então vamos logo descobrir que metas são essas!

1- Levar o blog mais a sério
Gente, é sério, eu tenho muuuitos problemas com bloqueio criativo e com a minha escrita. Essas foram as principais razões para que eu não tenha dado tanta atenção pro blog em 2017. E é uma das principais coisas que eu pretendo focar esse ano, que é essencial para conseguir a próxima meta:

2- Conseguir parceria com uma editora
Essa é uma das minhas metas desde que eu comecei a descobrir a blogsfera. Eu sei que é bem difícil de conseguir e também sei que nesse ano eu não me esforcei nem um pouco. Mas 2018 tá aí e eu pretendo trazer muuuitas resenhas dos livros que eu leio e conseguir a minha tão desejada parceria!

3- Estudar mais
Pra quem não sabe, em 2017 eu terminei o meu ensino fundamental, o que significa que esse ano muitas coisas novas me aguardam, uma delas é uma escola nova. Um mundinho totalmente diferente da minha zona de conforto. E eu sei que as coisas ficarão bem mais complicadas. Por isso, é meta estudar mais e me esforçar ao máximo, porém, as blogueiras que estudam sabem que não é fácil manter o blog e as matérias atualizadas, o que nos leva para a nossa próxima meta:

4- Me organizar melhor
Esse ano vai ser bem mais complicado. Não só pelas coisas na escola ficarem bem mais difíceis mas também por um pequeno detalhe: eu vou estudar em horário integral. Então a organização tem que ser muito planejada para nada ficar de lado, principalmente as minhas valiosas horas de sono, hehe.

5- Ser mais good vibes
Eu to aqui falando de organização, escola, trabalho, projetos, mas é claro que eu não posso deixar de lado os preciosos momentos em que damos uma fugidinha da rotina, não é mesmo? Então esse ano eu pretendo focar nas coisas sérias, mas também aproveitar o momento e relevar mais. Aliás, a vida voa!

6- Ler mais
Não é que eu não leia, mas esse ano eu comprei muuitos livros, sendo que eu não terminava a leitura e ia acumulando! Então é sim uma meta ler mais e claro, concluir as leituras, né? haha

7- Fazer um ensaio fotográfico
Eu sempre dizia que nos meus 15 anos eu ia colocar aquele vestido de princesa e tirar aquelas fotos para o álbum de recordação junto as fotos da festa. Bem, as coisas mudaram um pouquinho. Deixei de querer o vestido de princesa e aquela tão desejada festa, mas o ensaio ainda continua nos meus planos (e eu prometo mostrar tudinho para vocês)!

8- Sair da zona de conforto
Bom, isso já vai acontecer começando da escola, mas eu quero radicalizar. Quero descobrir séries de estilos diferentes, ler livros de outros gêneros e ouvir músicas de outros ritmos. Quero ir para novos lugares e aumentar a minha listinha de preferidos, haha!

Nossa gente, parece pouco mas 18 é muita coisa! Nem sei mais o que colocar, e olha que ainda vamos para a metade!

9- Deixar o cabelo crescer
Sim, isso é uma meta e eu considero bem difícil, já que a louca aqui não pode ver uma tesoura que quer "tirar as pontas" haha!

10- Escrever mais o que eu gosto
Como eu disse, eu sou muuuito insegura com a minha escrita. Me sinto muito mais segura escrevendo posts estilo conversando com vocês. Mas esse não é o meu estilo de escrita preferida. Então nesse ano eu pretendo escrever muitas crônicas e resenhas, por mais que eu seja bem insegura escrevendo esse tipo de texto, até porque eu acho que será bom para ajudar com essa insegurança. Mas é claro que não vou deixar de lado o velho e bom bate-papo com vocês, né?!

11- Atualizar o meu feed com mais frequência
Eu sou uma louca quando estou segurando uma câmera! Tiro fotos desde as flores mais bonitas até um pedaço de concreto jogado na grama. Porém, tenho uma certa implicância com o visual do feed e acabo nem postando. Então é meta postar mais. Mostrar para o mundo o que os meus olhos vêem!

12- Iniciar um projeto aqui no blog
Eu já tenho tudo em mente! Só preciso que vocês participem hehe.

13- Ser mais eu mesma
Sabe quando você ouve algo e te faz refletir a sua vida toda? Em um dos famosos abraços de quando o relógio marca 00h no dia 31 de Dezembro, me disseram uma coisa que eu não me lembro muito bem, mas que me fez refletir muuuito e me fazer a seguinte pergunta: você é quem gostaria de ser?. E foi aí que eu percebi que muitas coisas estavam erradas comigo, no meu interior e nas minhas atitudes. Coisas que eu preciso mudar. E nada melhor do que pegar o embalo de um novo ano para se tornar um novo ser, haha!

14- Começar a praticar esportes
Essa é uma das metas de todos os anos que a preguiça nunca permite se realizar. Mas vai que cola esse ano? haha!

15- Mudar o visual
Como vocês viram em algumas metas anteriores, eu pretendo radicalizar nas mudanças em 2018, me renovar. E está sim nos meus planos, de alguma forma, renovar o visu também!

16- Mudar o layout
Inovar sempre é bom, né?

17- Ser mais saudável
2017 foi o ano da gordice. Por mais que a balança não revele, a pessoa aqui ama um hambúrguer e uma pizza (quem não gosta, né?). Mas em 2018 isso vai acabar. Sei que vai ser difícil e haverá uns deslizes, mas só a tentativa já vale a pena, haha!

18- Me aproximar mais de Deus
Em 2017 muitas coisas aconteceram e eu não soube muito bem lidar com tudo, o que resultou em eu me afastando muito de Deus, sem perceber. E eu sei que eu preciso voltar, porque eu sei que só ele pode me ajudar a realizar essas metas e fazer desse ano um ano melhor! <3

rabiscos

O meu acaso mais confuso

sexta-feira, janeiro 05, 2018 | 23 comentários
Foto: We Heart It
Eu sei, eu sou muito confusa. As vezes me bate a saudade e eu sinto que dói saber que te deixei ir por tão pouca coisa. Fico me lembrando que inventei desculpas e as coloquei em uma carta para que me impedisse de voltar para você. Finjo que não sei o que aconteceu entre nós e também finjo que na verdade eu sei de tudo e eu ainda me lembro de cada detalhe e que sinceramente, não me lembro o que aconteceu comigo para esquecer os melhores deles e te deixar ir, ou melhor, te expulsar do lar que construímos com cada momento que sorrimos juntos.

Eu fico me lembrando das madrugadas no telefone, daquele beijo no meio da pista, daquelas apostas de corrida, daquele dia na praia, dos meus áudios de cinco minutos que só você ouvia e finjo que não me lembro o que aconteceu para jogarmos tudo isso fora. Me questiono o porquê de não termos tentado novamente. Vivemos tantos momentos incríveis...

As vezes me culpo pelo fim, mesmo sabendo que nenhum de nós tivemos culpa. Finjo que sabemos exatamente o que aconteceu e que das nossas brigas eu até que gostaria de esquecer, mas dos outros momentos, mesmo que se algum dia eu tivesse Alzheimer, eu ainda sim gostaria que eles continuasse navegando na minha mente tão confusa.

Em outras vezes me lembro das nossas brigas e de como não tínhamos nada a ver, como éramos totalmente opostos desde a escolha do filme até a escolha do jantar e me pergunto como eu pude ter ficado com você, mesmo sabendo que por algum motivo indecifrável do universo, tinha que acontecer. Fico me perguntando como pude me entregar de uma certa maneira, como eu conseguir passar tantos anos ao seu lado e, se eu realmente gostava tanto assim de ti.

Mas em outras vezes, fico como estou agora: confusa sobre tudo o que aconteceu com a gente e me perguntando como depois de tudo, agora nos conhecemos tão pouco.

Acho que essa confusão toda não é só minha, mas simvocê. Você foi o acaso mais confuso que já apareceu na minha vida. O meu acaso mais confuso.